UNKTEC Retrô: Jump! Ultimate Stars

Em uma época em que os Fightings Games, assim como Super Smash Bros Ultimate e especialmente Brawlhalla estão fazendo sucesso, falar de Jump! Ultimate Stars é algo muito bom.

Algo mais Otaku do que o jogo em pauta é praticamente inexistente na face de nosso amado globo terrestre. A empresa Weekly Shonen Jump é uma famosa revista semanal de mangas, títulos como Dragon Ball, Naruto, Cavaleiros dos Zodíaco, Bleach e muitos outros fazem parte da Shonen, observando isso, os produtores decidiram fazer um game de luta, no melhor estilo Super Smash Bros, porém, como os personagens da Shonen Jump.

Jump! Ultimate Stars é um jogo de luta em duas dimensões lançado no Japão em 23 de Novembro de 2006, desenvolvido pela Ganbarion e distribuído pela Nintendo, sendo este jogo, um exclusivo do mítico Nintendo DSUltimate Stars é a continuação do game Jump Stars de Game Boy Advanced, com todos os elementos de seu progenitor, porém, com melhorias gráficas e em jogabilidade, com inicialmente 56 personagens jogáveis, e um total de 305 lutadores.

Enredo

A história do game é bem confusa, trata-se em nos mostrar que vários universos diferentes estão contaminados, e nós, com nossos heróis escolhidos, devemos ir a luta e trazer para o lado bom os personagem que se tornaram malignos e como recompensa, estes personagens poderão ser utilizados em nosso deck de lutadores.

UNKTEC Retrô: Jump! Ultimate Stars

Um estilo diferenciado

Em Jump, para utilizarmos nosso personagens a uma série de diferenças dos games normais, e isso da ainda mais charme ao jogo. Por ser um jogo portátil, o game assume um conceito mais único, o jogador terá como ponto inicial criar seu próprio deck de personagens. Há uma gama de lutadores para adicionar ao seu exército, alguns jogáveis, outros de suporte e aqueles que melhoram algum atributo. A equipe deverá ser organizada em um local específico semelhante a uma página de um mangá, onde cada personagem está represetado por um quadrinho de sua série de revistas.

Denominados por Komas, cada quadrinho tem um tamanho para que possa ser encaixado nos espaços que temos disponíveis e cada Koma tem uma função específica para auxiliar seu grupo a chegar a vitória.

Battle Koma: São os personagens jogáveis, com eles, é alternar entre os lutadores que estão em seu time no decorrer da luta. O máximo de personagens é 4 por time, no entanto, se você quiser utilizar lutadores mais poderosos, o espaço para encaixar outros personagens jogáveis irá diminuindo.

Support Koma: Estes são os players, ou Komas, auxiliares, usados para uma rápida ajuda na batalha que logo depois saem da luta. Alguns Support Komas são considerados “apelões” demais e evitados em partidas online, como Seiya e Trunks. O número de quadrinhos vai de 2 a 3.

Helper Koma: Com apenas um quadrado, podem ser usados simplesmente para tapar espaços vazios ou, para os jogadores mais experientes, como um grande elemento de estratégia. Apesar de não aparecerem no campo de batalha, os Helper Koma dão atributos especiais aos personagens jogáveis.

Gráficos, sons e jogabilidade

No quesito geral dos games, este jogo não deixa quase nada a desejar, claro, tem sim seus pontos de melhorias.

Os Gráficos são belíssimos, que remetem a grafia dos mangás, tudo é bem colorido e animado, os ataque de cada personagem são bem fiéis aos de suas histórias, tornando assim o jogo agradável aos fãs, sem mudanças em traços, mas tudo sendo trazido de modo original dos elementos Shonen Jump.

No quesito sons, vemos algo bem interessante, apesar de ser um jogo de tamanho pequeno, ele tem todos os sons de ataque e “vozes de invocação dos golpes” similares aos animes, isso é ótimo. Os sons de soco, defesas e chutes são meio apagados, mas os ataques especiais realmente chamam a atenção.

Já a jogabilidade, ao meu ver é o ponto a ser melhorado, é confusa e meio lenta, dificultando um pouco a boa execução de ataques e atrapalhando no início da jogatina, mas tudo nessa vida é adaptável, e o caso dos controles, também é. Jump não é somente um jogo de pancadaria, mas é necessário buscar o equilíbrio da equipe para poder ter vantagem e vencer a equipe inimiga, nada de simplesmente sair batendo as segas, é preciso avaliação e algumas tentativas frustradas.

Ponto Final

Este é um belíssimo jogo com um altíssimo teor nostálgico e Nerd/Otaku, apesar de sua jogabilidade não ser perfeita, todo o resto faz com que o game seja fantástico, uma pena que ele só esta disponível no Japão em modo cartucho, porém existem outros meios questionáveis para que este ótimo título seja apreciado, e se você tem alguma maneira de jogar, aconselho muito que conheça este belo jogo, e viva bons momentos neste belíssimo Retrô Game.

Leita também em nosso blog:

UNKTEC Now!

Fique por dentro de todas as novidades da UNKTEC

Brawhallha World Tour

Gratis

Now novo

Compre agora!

UNKTEC Team está na final do mundial de PUBG Mobile!

Veja o placar oficial!

Vagas abertas para nosso time de Valorant

Cadastre-se agora!

Hoje é dia de live de MTG Arena com @ninja as 10:00 pela Twitch

Veja agora na Twitch

Siga nas redes